Brasil Sexta-feira, 04 de Novembro de 2011, 17:28 - A | A

Sexta-feira, 04 de Novembro de 2011, 17h:28 - A | A

TRATAMENTO

Lula volta ao trabalho na semana que vem, diz ministra após visita

Ex-presidente deve voltar a despachar já na próxima semana no seu escritório no Instituto Cidadania, em São Paulo

DA FOLHA DE SÃO PAULO

Divulgação

Em tratamento contra um tumor na laringe, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve voltar a despachar já na próxima semana no seu escritório no Instituto Cidadania, que fica no bairro do Ipiranga, em São Paulo.

Segundo a ministra Miriam Belchior (Planejamento), uma das primeiras reuniões do ex-presidente será com a senadora Marta Suplicy (PT-SP), que ontem anunciou que não será mais candidata à Prefeitura de São Paulo.

"Ele falou cinco minutos do tratamento e todo o resto do tempo de política e do Corinthians", disse a ministra.

Com o prefeito de São Bernardo do Campo (Grande SP), Luiz Marinho (PT), Miriam fez uma visita de meia hora ao ex-presidente, que está desde terça-feira descansando em sua casa.

Mais cedo, uma equipe médica, que chegou em um ambulância UTI, ficou cerca de 40 minutos com Lula para fazer uma avaliação.

"Boa parte do tempo ficamos discutindo o quadro político de São Paulo e do ABC. Se ele está falando que na próxima semana vai estar trabalhando no Instituto Cidadania, imagina o ano que vem quando estiver terminado o tratamento?"

O preferido de Lula para a disputa em São Paulo é o ministro Fernando Haddad (Educação). Na segunda-feira, a presidente Dilma Rousseff pediu também à senadora que não saísse candidata.

"A disposição dele é continuar do jeito que está vindo o tratamento e, semana que vem, começar a ir para o escritório e passar algumas horas por dia. Receber duas a três pessoas por dia", disse Marinho.

Segundo o prefeito, Lula voltou a criticar o ranking do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) da ONU. O país avançou apenas uma posição e aparece em 84º lugar entre 187 países, de acordo com a pesquisa divulgada no começo da semana.

"É um absurdo. [O resultado] expõe uma situação que não é a realidade", disse o prefeito de São Bernardo.

Por telefone, Lula já havia feito ontem a mesma crítica ao secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho.

De acordo com o Hospital Sírio-Libanês, uma equipe médica irá no sábado à casa de Lula para retirar a bomba de infusão de quimioterápicos e fazer avaliações.

Por 120 horas, a bomba deve ficar ligada ao cateter implantado em Lula, inclusive à noite e durante o banho.

Nesta sexta-feira, também chegou na casa de Lula uma cama de casal para que fosse montado um quarto no andar inferior de seu apartamento duplex.

No domingo, Lula deve receber a visita do ex-ministro José Dirceu (PT), com já quem conversou pelo telefone.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros