Sexta-feira, 12 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,92
libra R$ 5,92

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,92
libra R$ 5,92

Brasil Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 21:15 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 21h:15 - A | A

Linha 5-Lilás do Metrô ganhará duas novas estações; saiba onde

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

A Linha 5-Lilás do Metrô ganhará uma extensão de duas novas estações sentido Jardim Ângela, na zona sul de São Paulo. Os contratos para a ampliação do percurso, feitos na forma de aditivo para elaboração dos estudos de viabilidade e dos projetos executivos, foram assinados pelo governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) nesta sexta-feira, 21.

O aumento da linha custará R$ 4,3 bilhões. A previsão é de que o trajeto, operado pela concessionária ViaMobilidade, se estenda por mais 4,3 quilômetros por meio de duas novas estações - Comendador Sant'anna e Jardim Ângela. Espera-se que cerca de 150 mil pessoas passem a utilizar o ramal assim que a ampliação estiver pronta.

Atualmente, a linha liga a Chácara Klabin (Linha 2-Verde do Metrô) ao Capão Redondo. O trajeto cobre 20 quilômetros de extensão (passará a ter 24,3 km) e tem 17 estações. Segundo dados do governo paulista, mais de 507 mil passageiros se deslocam pelo percurso. Com a ampliação, a previsão é de que esse contingente suba para 650 mil usuários.

Dos 4,3 km de novos trilhos do ramal, 3,2 km serão feitos em elevado e 1,1 km, subterrâneo. Ainda de acordo com o governo, a linha passará a ter conexão com o terminal de ônibus existente na região. Para isso, está prevista a construção de passarelas para pedestres também.

"A expectativa é de que as obras comecem no primeiro trimestre de 2025 e sejam concluídas com o início da operação em 2028.", afirmou o governo de São Paulo, por meio de nota.

A gestão Tarcísio de Freitas diz que a concessionária será responsável por realizar os estudos iniciais para a expansão da linha, que consistem, por exemplo, no projeto executivo completo e estudos de licenciamento ambiental.

(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros