Economia Sexta-feira, 19 de Agosto de 2011, 14:00 - A | A

Sexta-feira, 19 de Agosto de 2011, 14h:00 - A | A

COMÉRCIO

Lojistas comemoram o aumento de vendas no Dia dos Pais

Mesmo com juros de 45% para financiamento, o comércio se manteve aquecido na data

Mayke Toscano/Hipernotícias

Passada uma semana da comemoração de Dia dos Pais, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL) registrou aumento de vendas de 9,37% quando comparado com o mesmo período do ano passado. Levando em consideração a elevação dos juros, a expectativa de aumento foi dentro do esperado já que a estimativa era de 4% acima da inflação.

Para Paulo Gasparoto, presidente da CDL, esta é uma boa notícia, pois, mesmo que no primeiro semestre de 2011 a taxa média de juros para pessoas físicas passou de 40,6% ao ano para 45,4%, o comércio continuou aquecido. “O varejo avança, apesar das medidas de contenção da inflação, lembrando que estes altos juros corroem o poder aquisitivo do brasileiro e também influencia para redução no consumo, prejudicando as empresas".

Os altos juros consomem o orçamento das famílias, diminuindo o dinheiro que circulado no comércio de bens e serviços, que aquece a economia, e amplia os recursos para as empresas investirem em modernização inovação e capacitação, segundo Paulo.

As empresas por sua vez, gastaram com juros até agora o equivalente a 62% dos R$ 105 bilhões que foram pagos pela classe durante 2010. Esse resultado se deve ao aumento do volume de empréstimos, mas, principalmente, ao ciclo de alta na Taxa Selic e as medidas chamadas macro prudenciais de restrição ao crédito adotadas pelo Governo. 

Opresidente da CDL alerta que a Taxa Selic hoje está em 12,42% ao ano, mas no mercado esses são praticamente os juros mensais. Essas taxas prejudicam a movimentação do comércio e dificulta possíveis ampliações de empresas do ramo, conforme Paulo.

"Com os juros altos os consumidores se dispõem menos a comprar, o faturamento do comércio cai e prejudica toda uma cadeia. Por outro lado, quando o consumo está em alta, os estabelecimentos comerciais têm a possibilidade de investir em expansão, o que gera emprego e renda para uma grande parcela da população", finaliza.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros