Cidades Quarta-feira, 05 de Outubro de 2011, 12:20 - A | A

Quarta-feira, 05 de Outubro de 2011, 12h:20 - A | A

RETORNO AO TRABALHO

Fim da greve dos Correios em Mato Grosso será decida hoje

Presidente do Sindicato dos Correios no Estado, Francisco da Silva Adão, não acredita que paralisação será suspensa, já que a empresa quer transformar 15 dias de paralisação em bancos de horas para compensar o tempom parado

 

Divulgação

Em Mato Grosso, Sindicato dos Correios aponta que acumulo de correspodências está chegando na casa dos 4 milhões
A continuação da greve dos empregados dos Correios há 21 dias será definida em Mato Grosso na tarde desta quarta-feira (5) em assembleia geral. Presidente do sindicato, Francisco da Silva Adão, disse que o movimento aguarda a chegada dos 47 representantes do Estado que estavam em Brasília para as negociações com a empresa, mas não acredita que a paralisação será suspensa.

Francisco Adão disse que o grande impasse entre categoria e a proposta apresentada pelos Correios é quanto aos descontos que serão feitos em cima do total de dias da greve. A empresa absorveu seis dias e os 15 restantes deverão ser revertidos para o trabalho nos sábados e domingos.

“Não acredito que a greve vai acabar porque o proposta feita pelos Correios deve melhorar. Outra coisa são os dias descontados, se a empresa não descontar os dias parados colocamos todas as correspondências que estão paradas em dia o mais breve possível”, posicionou-se.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Correios, o montante de correspondências que estão paradas em todo o Estado está chegando a 4 milhões. “Em todo o Brasil foi divulgado que estão acumulados 140 milhões de correspondências. O que estão sendo entregue são apenas as cartas registradas”, afirmou Francisco Adão.

Em nota à imprensa, os Correios  divulgou que a proposta de conciliação apresentada na terça-feira (4) no Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília, indica a conciliação entre empregados e a empresa. “Pelo acordo, o comando de negociação dos trabalhadores deverá orientar os sindicatos pela aprovação da proposta nas assembleias”, divulgou os Correios.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros