Sábado, 15 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,38
euro R$ 5,76
libra R$ 5,76

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,38
euro R$ 5,76
libra R$ 5,76

Cidades Quarta-feira, 21 de Novembro de 2018, 17:48 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 21 de Novembro de 2018, 17h:48 - A | A

PERNA AMPUTADA

Esposa de gari não acredita em punição para procuradora: "Ela não paga. Nesse país não tem justiça"

KHAYO RIBEIRO

“Não desejo nada de ruim para ela, mas cadê o apoio?”, lamenta Rosilda de Souza, 53 anos, esposa do gari atropelado na terça-feira (20), sobre a liberdade provisória da procuradora geral do Estado aposentada, Luiza Siqueira de Farias. Darliney Silva Madeleno, a vítima, recebeu atendimento médico imediatamente depois do acidente, no qual teve sua perna esquerda amputada. 

 

acidente gari.jpeg

 

Depois de passar por uma cirurgia na manhã do acidente, os médicos avaliam a possibilidade de Darliney ser submetido a um novo procedimento cirúrgico. Conforme Rosilda, os profissionais da saúde informaram que ele pode ser operado na região da bacia, por conta de fraturas na área.

 

Ao HiperNotícias, a companheira de Darliney se mostrou descrente quanto à Justiça. “Ela não paga, não tem preço o que aconteceu. A justiça da terra é falha, mas a de Deus não”, completa Rosilda.

 

Abalada, a esposa do trabalhador disse que a empresa em que Darliney trabalha, a Locar Gestão de Resíduos, tem sido muito prestativa nesse momento: “O pessoal da empresa e da Prefeitura de Cuiabá estão aqui com a gente o tempo todo, nos prometeram total segurança”.

 

Casada com Darliney há nove anos, Rosilda conta que o momento tem sido o mais difícil de toda a relação. “A gente sempre lutou para ter nossas coisas. Nós dois trabalhamos na área de limpeza, moramos de aluguel e sempre batalhamos para pagar as contas. Agora, do nada, uma coisa como essas acontece com ele. Não consigo entender”, lamenta Rosilda.

 

Sem previsão de alta, Darliney deve permanecer no Hospital São Benedito por, no mínimo, mais 48 horas a fim de que possa se recuperar da intervenção cirúrgica. Caso o trabalhador tenha de passar por outro procedimento médico, o prazo pode aumentar.

 

Darliney foi atropelado na madrugada da última terça-feira (20), na Avenida Getúlio Vargas, em Cuiabá. Na ocasião, Luiza Siqueira de Farias, a procuradora aposentada que bateu contra o caminhão de lixo, estava alcoolizada.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Critico 21/11/2018

Só terá punição se a imprensa der cobertura diária, senão........ Infelizmente cai no esquecimento.

positivo
0
negativo
0

ana 21/11/2018

o minimo que esta procuradora aposentada deveria fazer era pagar a partir do proximo mes o mesmo salario que ele ganhava como gari. não vai fazer falta pra ela pois o salario dela é muito bom comparado com o da maioria da população. é o que eu faria

positivo
0
negativo
0

2 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros