Sábado, 18 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

Artigos Quarta-feira, 21 de Setembro de 2016, 14:00 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 21 de Setembro de 2016, 14h:00 - A | A

Quero um eleitor melhor

Encontramos mais gente desonesta ao caminhar pelas ruas da cidade que nos corredores dos palácios de governo

JOÃO EDISOM

 

Facebook

João Edisom

 

Todos nós queremos políticos melhores, mas temos um eleitor melhor para votar com os critérios desejados? O politico sai da sociedade e da cultura na qual nasceu, cresceu e vive, portanto, sua índole é a media daquilo que se vive na sociedade, alguns mais outros menos. Estamos em um período eleitoral; propicio para fazer a mudança propagada, mas este eleitor esta querendo realmente mudança? Este eleitor pensa em mudança ou só está preocupado com seu próprio umbigo?

 

Falam muito mal dos políticos e eles merecem todos os adjetivos que lhes são imputados. Mas uma coisas é certa: encontramos mais gente desonesta ao caminhar pelas ruas da cidade que nos corredores dos palácios de governo. É que a diferença entre as devidas corrupções tem peso diferente para a análise da maioria. Afinal, “corrupção é aquilo que o outro faz a revelia da lei para obter lucro e não me chama para participar”. O que eu faço é esperteza.

 

É que a maioria das pessoas acham que circular pela cidade acima da velocidade permitida não é desonesto. Que declarar ganhos a menos que a realidade ou mesmo anexar despesas inverídicas na declaração do imposto de renda para pagar menos ou obter devolução não é corrupção. Brigar por aumento ou defender garantias salariais indefensáveis para si e para a sua categoria em detrimento das demais pessoas não é corrupção. Por aí vai.

 

Esse cidadão, cujo grau de consciência não vai além de seu próprio umbigo, é o mesmo que repete rótulos e chavões contra políticos e contra a política, mas defende e vota segundo o interesse de sua causa (seus ganhos momentâneos ou permanentes) sem se importar com a conduta pessoal ou pública do candidato. É sem vergonha, ladrão, mas pelo menos ficou a nosso favor. Aí vem com a esfarrapada desculpa do esquecimento, nem lembra em quem votou nas eleições passadas; lembra sim!  É que o eleitor também tem vergonha de suas próprias e mesquinhas escolhas feitas nas urnas.

 

Somos vítimas das nossas próprias escolhas. Mas também é verdade que somos cumplices e admiradores daqueles que votamos e daqueles que fazem aquilo que se fosse eu que tivesse no lugar dele e com as mesmas possibilidades e habilidade faria. O número de eleitor que vota enganado é muito pequeno. A grande maioria que elege sabe o que e o porquê está fazendo. O que temos para as próximas eleições no dia 02 de outubro? Temos o retrato da consciência da sociedade, até por isso todos os candidatos serão bem ou mal votados.

 

Faz-se necessário investir logo em educação. Em educação e não em diplomação, para que a liberdade democrática possa existir a partir de uma consciência política mais coletiva e menos individualista. Caso contrário, o discurso da boca para fora continuará sendo um e do bolso para dentro a ação continuará sendo outra.

 

Como disse George Bernard Shaw: “O progresso é impossível sem mudança; e aqueles que não conseguem mudar as suas mentes não conseguem mudar nada”.  Muito menos farão escolhas que seus filhos possam um dia se orgulhar. A maioria dos políticos eleitos é cópia do que pensam a maioria de seus eleitores e detratores de mesa de bar.

 

*JOÃO EDISOM é Analista Político, Professor Universitário em Mato Grosso e colaborador do HiperNotícias.

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do site de notícias www.hnt.com.br

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros