Terça-feira, 21 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

Política Quinta-feira, 13 de Outubro de 2016, 07:31 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 13 de Outubro de 2016, 07h:31 - A | A

DIZ MENDES

"Nenhum candidato me procurou para saber do orçamento de 2017", reclama Mendes

PABLO RODRIGO

O prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB) criticou os dois candidatos à sua sucessão, Emanuel Pinheiro (PMDB) e Wilson Santos (PSDB), por se ausentarem do debate sobre a construção da  Lei Orçamentária Anual (LOA) do próximo ano. Para Mendes, saber os números do orçamento é fundamental para quem deseja ser o próximo prefeito da capital.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

mauro mendes

 

"Eu lamento que os dois candidatos não tenha nos procurado para saber sobre o orçamento do ano que vem. Nós fizemos um debate na Câmara sobre a LOA de 2017 e nenhum candidato envio representantes para saber e conhecer os números do orçamento", destacou Mendes.

 

"O novo prefeito tem que saber o que vamos gastar com saúde, educação. Quanto terá para investir, o que está assegurado para 2017. Saber isso é compromisso e responsabilidade", afirmou.

 

Mendes também disse que o processo de transição será de forma transparente e tranquila, independente de quem vencer o segundo turno no próximo dia 30 de outubro.

 

"Mas estamos deixando tudo preparado para que o processo de transição seja tranquilo. Não tenham dúvida que esse processo será feita de maneira séria e transparente para qualquer um que dos dois candidatos que vencer as elições", garantiu Mendes.

 

Mauro Mendes também disse que o próximo prefeito receberá a prefeitura "rendonda".

 

"O próximo prefeito tem que ser austero, responsável e sério. Porque vamos deixar a prefeitura como talvez nenhuma outra gestão tenha deixado. Com salários em dia, com fornecedores pagos, com obras em andamento. Então se manter esse ritmo não terá problema com salários", disse.

 

A Lei Orçamentária Anual (LOA) deve ser apreciada antes do recesso parlamentar do final do ano. A Receita Líquida Total estimada é de R$ 2.252.211.393,00, fixando-se a despesa no mesmo valor. Essa receita é a soma das receitas orçamentárias líquidas e das receitas intraorçamentárias.

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Gilston 13/10/2016

Isso é norma ja que até eu autônimo já tenho em mãos este orçamento que foi pra câmera dia 30/09/16 Of GP 1.571/16. Creio que os candidato ja pegara no site da prefeitura que esta em arquivo pra baixar. http://www.cuiaba.mt.gov.br/planejamento/lei-orcamentaria-e-entregue-a-camara-saude-e-educacao-ficam-com-64-35-do-orcamento/13586

positivo
0
negativo
0

Carlos Nunes 13/10/2016

Nem vão procurar...quando virem o dinheiro curto da Prefeitura, não vão mais poder fazer promessas e mais promessas no horário eleitoral, só bla, bla, bla, mas CADÊ O DINHEIRO, não tem. Caixa da Prefeitura vazio, bolso do povo vazio e endividado, é bom saber do EP e do WS, da onde vão tirar o dinheiro; ainda não inventaram passe de mágica para fazer dinheiro aparecer, assim caixa vazio vai continuar vazio. As opções para encher o caixa são: aumentar os impostos, taxas, o IPTU; fazer uma Emprestação danada de dinheiro para nós pagarmos depois a conta. Depois da eleição virão as MEDIDAS IMPOPULARES do Temer (PMDB), que serão de lascar...ontem os telejornais soltaram uma: os aposentados que ganham mais, que pagam 11% de imposto, vão passar a pagar 14%. É, vão rapar o dinheiro do bolso do povo brasileiro; não vai sobrar muita coisa. Compensa votar em candidato do PMDB, que vai dar esse presente? E do PSDB, que está exigindo tudo isso, e vai aprovar tudo? É tudo igual. Um espelho do outro. São só manobras para encher o caixa do governo. Enquanto isso, a professora Doutora em Economia, DENISE LOBATO GENTIL, está mostrando que não é nada disso que o governo informa; precisa sim de uma reforma na Previdência, sem dúvida, mas é outra reforma. Tomara que ela apresente os vilões da Previdência; quem afundou a Previdência? Essa Doutora era para ser entrevistada, para contar toda a estória tintim por tintim. URGENTEMENTE, antes que percamos todos os nossos direitos adquiridos, da noite para o dia. Será que governo de transição, que vai passar rapidamente, e levar junto conquistas sociais conseguidas com muita luta.

positivo
0
negativo
0

2 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros