Polícia Quarta-feira, 03 de Agosto de 2022, 07:24 - A | A

Quarta-feira, 03 de Agosto de 2022, 07h:24 - A | A

OPERAÇÃO MIASTENIA

Polícia Federal reprime comércio irregular de medicamentos estrangeiros

Durante a investigação, foi apurado que a empresa destinatária da mercadoria apreendida, sediada na capital mato-grossense, não possui registro na ANVISA e comercializa os produtos estrangeiros para distribuidoras de medicamentos e hospitais localizados

AMANDA DIVINA
Da Redação

Reprodução

image

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (3) em atuação conjunta com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e a Vigilância Sanitária de Cuiabá, a Operação Miastenia, com o objetivo de reprimir o comércio irregular de medicamentos de origem estrangeira.

 As investigações tiveram início com uma apreensão, no Aeroporto Internacional de Campo Grande/MS, de várias caixas de medicamento de origem argentina, contendo o princípio ativo “Neostigmina”, desacompanhadas de documentação que comprove a sua entrada regular no território nacional.

Durante a investigação, foi apurado que a empresa destinatária da mercadoria apreendida, sediada na capital mato-grossense, não possui registro na ANVISA e comercializa os produtos estrangeiros para distribuidoras de medicamentos e hospitais localizados em outros Estados brasileiros.

Nesta quarta-feira, policiais federais e agentes de fiscalização da ANVISA e da Vigilância Sanitária de Cuiabá cumprem 3 mandados de busca e apreensão nas cidades de Cuiabá e Várzea Grande.

O nome da Operação se deve ao emprego da “neostigmina” na melhora sintomatológica de uma doença denominada Miastenia Gravis.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros