Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019, 08h:44

Tamanho do texto A - A+

Justiça manda soltar médico acusado de ameaçar e agredir mulher em Cuiabá

Por: FERNANDA ESCOUTO

A Justiça determinou a soltura do médico Emilson Miranda Júnior, 30 anos, acusado de ameaçar e agredir uma mulher. Ele já foi preso três vezes, sendo a terceira detenção foi no último dia 12, em Cuiabá.

Reprodução

emilson miranda junior (1).jpg

O médico Emilson Miranda Júnior

A juíza Ana Graziela Vaz de Campos Alves Corrêa revogou, nesta quinta-feira (21), a prisão preventiva do médico, entretanto ele terá que cumprir medidas cautelares, como o uso de tornozeleira eletrônica.

“O monitoramento eletrônico por meio de colocação tornozeleira eletrônica no acusado, pelo prazo de seis meses, bem como de entrega de botão de alerta à vítima ficando o acusado proibido de se aproximar da vítima a distância de 500 metros”, diz trecho da decisão.

Saiba mais

A prisão preventiva de Emilson foi decretada, há dez dias, pela 1ª Vara da Violência Doméstica e Familiar da Comarca de Cuiabá e cumprida por agentes da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá. Ele foi detido em sua residência.

O médico já havia sido preso em fevereiro deste ano, após agredir a namorada com socos, puxões de cabelo e tapas. Ele teria falado ainda que se ela contasse para o ex-marido, que é juiz da Vara Especializada de Violência Doméstica, iria matá-la e cortar a filha dela “em mil pedaços”.

Em 2017, ele foi acusado de espancar uma outra namorada. Na ocasião, a defesa do médico argumentou que ele sofria de transtornos mentais e comportamentais e fazia o uso de remédios que alteram seu comportamento. O acusado conseguiu reverter a prisão preventiva em liberdade, mediante ao pagamento da fiança de R$ 28,1 mil.  

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei