Sexta-feira, 12 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,92
libra R$ 5,92

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,92
libra R$ 5,92

Polícia Terça-feira, 18 de Junho de 2024, 14:28 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 18 de Junho de 2024, 14h:28 - A | A

COM REQUINTES DE CRUELDADE

Homem acusado de agredir e estuprar companheira grávida é preso em Cuiabá

Vítima conseguiu romper o ciclo de violência e se separou, mas o suspeito invadia sua casa constantemente e se apropriava do celular da ex-companheira para olhar suas conversas

DA REDAÇÃO

Um homem investigado pela prática de violência doméstica com requintes de crueldade contra a sua companheira foi preso pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) de Cuiabá na última sexta-feira (14).  Ele é acusado de agredir, estuprar e torturar a vítima até mesmo quando ela estava grávida. 

Segundo a Polícia Civil, as investigações apontaram que, por dois anos, o suspeito agrediu severamente sua companheira, inclusive durante a gravidez da vítima. Durante o período, o investigado estuprou, torturou e agrediu fisicamente a vítima com golpes no rosto, com a intenção de desfigurá-la.

A vítima conseguiu romper o ciclo de violência e se separou, mas o suspeito invadia sua casa constantemente e se apropriava do celular da ex-companheira para olhar suas conversas.

Com base nos elementos colhidos durante as investigações e da tamanha crueldade perpetrada contra a vítima nos últimos dois anos, a delegada Vanessa Aguiar representou pela prisão preventiva do investigado, que foi deferida pela Justiça e cumprida na última sexta-feira (14).

Após ter a ordem de prisão cumprida, o suspeito foi encaminhado para audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça. As investigações seguem em andamento em inquérito policial instaurado na Delegacia da Mulher de Cuiabá. 

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros