Polícia Sexta-feira, 09 de Outubro de 2020, 09:54 - A | A

Sexta-feira, 09 de Outubro de 2020, 09h:54 - A | A

NO MESMO DIA

Corpos em estado de decomposição são encontrados em Cuiabá e VG

JOYCY AMBRÓSIO

O corpo de duas pessoas foi encontrado em avançado estado de decomposição, na noite desta quinta-feira (8), um deles em Várzea Grande e outro em Cuiabá. Nos dois casos a suspeita é que a morte teria sido provocada por causas naturais.

Alan Cosme/HiperNoticias

policia militar a noite

A primeira ocorrência atendida pela Polícia Militar foi no bairro Parque Cuiabá, às 22h. Uma equipe dos agentes foi acionada após uma vizinha da vítima, identificado como Sebastião Nunes Machado, de 62 anos, ter arrombado a porta da casa do homem e o encontrado já em estado avançado de decomposição.

Conforme o relato da vizinha à Polícia Civil, ela teria tentado ter contato com Sebastião durante três dias. No entanto, ao chamar pelo nome do vizinho, ele não respondia.

Ela então achou necessário arrombar a porta, pois sentiu um forte odor vindo da casa do homem. Após entrar na residência da vítima, encontrou o corpo de Sebastião estirado no chão do quarto dele.

Uma equipe da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), uma do Instituto Médico Legal (IML) e uma da Politec estiveram no local. A morte da vítima teria sido provocada por causas naturais.

Outro caso no mesmo dia

Uma hora depois, às 23h, um outro corpo foi encontrado dentro de casa no bairro São Matheus, em Várzea Grande.

De acordo com informações da Polícia Militar, Azael Alves de Oliveira, 49 anos, foi encontrado morto dentro da Kit Net em que morava.

A equipe dos policiais foi acionada pelas irmãs da vítima, que ao chegarem no endereço da residência de Azael, sentiram um forte odor.

Ao chegar no local, os agentes encontraram o corpo do homem caído dentro de casa já estado avançado de putrefação.

Sendo assim, uma equipe da Polícia Civil e o do Instituto Médico Legal (IML) foram acionadas, bem como compareceu ao local uma equipe Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

A médica chefe da DHPP, que esteve presente no local, teria indicado que a morte correspondia aparentemente a causas naturais. A Polícia Civil irá investigar o caso.   

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros