Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019, 08h:17

Tamanho do texto A - A+

Agente penitenciário é preso por manter namorada em cárcere privado

Por: LUIS VINICIUS

O agente penitenciário do Serviço de Operações Especiais (Soe), Edson Batista Alves, 35 anos, foi preso pela Polícia Militar suspeito de manter a namorada e o filho dela de 6 anos, em cárcere privado durante uma semana, em um apartamento no bairro Alvorada, em Cuiabá. Além de proibir a mulher de sair da casa, o suspeito ainda teria quebrado o braço do menino.  

Alan Cosme/HiperNoticias

sistema penitenciário

 

A prisão do agente foi realizada na noite de quarta-feira (20). A vítima compareceu a Base da Polícia Militar, localizada no bairro Aráes, relatando que há duas semanas deixou a sua casa na cidade de Rondonópolis (215 km ao Sul de Cuiabá) para morar com o suspeito, na Capital.

A mulher contou que na semana passada, o agente começou a agredi-la fisicamente e verbalmente, além de proibir que ela saísse do seu apartamento. A namorada de Edson disse ainda que durante o cárcere, o homem a aterrorizava ameaçando matar o seu filho.

Na madrugada de quarta-feira, o homem passou a ofender o menino, dizendo que ele era criado pela avó, que ele seria homossexual e uma pessoa imprestável.

Depois de ouvir o seu filho ser ofendido, a vítima conta que se distraiu e foi para um outro cômodo do apartamento. Em seguida, ela ouviu o choro do filho e ao se aproximar, percebeu que o agente havia ferido o olho direito e quebrado o braço do menino.

Ao ver que machucou o filho da namorada, o agente penitenciário tentou limpar o olho do menino com água quente, sendo que ela respingou na barriga da criança, que teve pequena queimadura na região do abdômen.

Logo depois, a mulher foi tirar satisfação com o suspeito que respondeu que iria cumprir a sua promessa de matar o filho da vítima.

Por fim, a namorada do agente explicou que o homem se distraiu e ela conseguiu chamar um veículo de aplicativo e se dirigir até a Base da Polícia Militar com o filho.

Em seguida, ela foi encaminhada à Central de Flagrantes para registrar denúncia. Durante o procedimento, o suspeito passou a rondar a delegacia, mas como os policiais tinham as características do veículo do agente, os PMs abordaram o homem e o prenderam em flagrante.

Na unidade policial, os agentes constataram que Edson é monitorado por tornozeleira eletrônica, devido crime de violência doméstica contra a sua ex-esposa.

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei







Mais Comentadas