Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 16h:13

Tamanho do texto A - A+

Solução Salomônica

Alan Cosme/HiperNoticias

otaviano pivetta


O anúncio feito pelo governador Mauro Mendes de colocar o Estado de Mato Grosso para pleitear a posse de Carlos Fávaro (PSD) no Senado na vaga a ser aberta após a cassação da senadora Selma Arruda, seria apenas um recurso argumentativo para redirecionar seu apoio eleitoral ao vice, Otaviano Pivetta, que decidiu entrar na disputa na eleição suplementar. Como suplente, Fávaro gastou uma fortuna com advogados para tentar ficar com a vaga de Selma, em caso de cassação, o que foi negado pela Justiça Eleitoral. Agora, MM requere a vaga alegando perda na representatividade de Mato Grosso, já que casa estado tem três sebadores cada. Independente de obter êxito na empreitada, MM estaria livre para apoiar a candidatura de Otaviano Pivetta (PDT) após esse pedido.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei