Mundo Quinta-feira, 28 de Abril de 2011, 16:12 - A | A

Quinta-feira, 28 de Abril de 2011, 16h:12 - A | A

Disputa

Tailândia e Camboja chegam a acordo para cessar-fogo na fronteira

Quinze pessoas morreram nos enfrentamentos, 60 ficaram feridas e mais de 55 mil buscaram refúgio em abrigos

DA EFE

Camboja e Tailândia chegaram a um acordo nesta quinta-feira para um cessar-fogo nos enfrentamentos que mantêm há sete dias em vários pontos da fronteira comum e que deixaram 15 mortos e dezenas de milhares de deslocados.

Um porta-voz do governo cambojano confirmou em Phnom Penh que responsáveis militares das duas nações se reuniram na manhã desta quinta-feira na passagem fronteiriça de Osmach, na província de Oddar Meanchey.

A reunião entre o comandante geral Chea Mon, do Camboja, e o tenente-general tailandês Thawatchai Samutsakorn durou menos de uma hora e permitiu um cessar-fogo imediato.

A própria região de Osmach foi bombardeada pela primeira vez na noite de ontem pela artilharia tailandesa.

Quinze pessoas morreram nos enfrentamentos, incluindo um civil, segundo dados oficiais de ambos os países, enquanto outras 60 pessoas ficaram feridas e mais de 55 mil buscaram refúgio em abrigos.

France Presse
Soldados cambojanos montam guarda perto da fronteira com a Tailândia

O cessar-fogo acontece no mesmo dia em que a embaixadora dos Estados Unidos na Tailândia, Kristie Kenney, se reuniu com o primeiro-ministro tailandês, Abhisit Vejjajiva, para tratar do conflito.

O acordo também ocorre depois de a Tailândia ter reforçado sua presença militar na fronteira com o Camboja.

"Estamos acrescentando mais soldados na área de forma preventiva diante da escala da tensão nos últimos dias", explicou o coronel Prawit Hukaaew à imprensa tailandesa.

Os dois países se acusam mutuamente de ter começado as hostilidades, que se desenvolveram em torno dos antigos templos de Ta Muen, Ta Kwai e Preah Vihear.

As fronteiras entre os países, fortemente minada, nunca estiveram claramente delimitadas desde que a França abandonou suas colônias no Sudeste Asiático após a Segunda Guerra Mundial.

O conflito atual começou em 2008, quando a Unesco atribuiu o título de patrimônio da humanidade ao monumento de Preah Viehar, incluindo-o no território cambojano.

Pornchai Kittiwongsakul/France Presse
Militares tailandeses descarregam blindados na fronteira com o Camboja

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros