HiperNotícias - Você bem informado

Quarta-feira, 02 de Novembro de 2011, 09h:53

Justiça britânica nega recurso contra extradição de fundador do Wikileaks

Julian Assange enfrenta acusações de abuso sexual e estupro na Suécia, mas nega que tenha qualquer envolvimento

G1

Getty Images

Julian Assange nega acusações de que está envolvido com abuso sexual e estupro

A Alta Corte de Londres rejeitou nesta quarta-feira (2) o recurso do fundador do site WikiLeaks (especializado em vazamento de informações), Julian Assange, contra sua extradição para a Suécia para ser interrogado sobre acusações de abuso sexual e estupro. Assange nega as alegações e diz que elas têm motivação política. “Não estuprei aquelas mulheres nem posso imaginar o que tenha ocorrido entre nós que as faria pensar isso, exceto má intenção após o fato, um plano conjunto para me apanhar em uma armadilha, ou um terrível equívoco alimentado entre elas”, escreveu ele em um artigo publicado em setembro no diário The Independent'.

“Posso ser uma espécie de porco chauvinista, mas não sou estuprador, e apenas uma visão distorcida das políticas sexuais pode tentar me transformar em um”, afirmou.

Ainda não está claro se ele pode recorrer da decisão na Suprema Corte, a mais alta instância do Judiciário britânico. Assange passou grande parte deste ano em prisão domiciliar na Inglaterra.