HiperNotícias - Você bem informado

Quinta-feira, 25 de Agosto de 2011, 14h:32

Acuado, Gaddafi chama mulheres e crianças a lutar contra rebeldes

Conselho rebelde ofereceu recompensa de US$ 1,6 milhão pelo ditador,

DA FOLHA DE SÃO PAULO

Um novo áudio do ditador líbio, Muammar Gaddafi, foi veiculado pelo canal de TV Al Orouba nesta quinta-feira. Na mensagem, ele convoca as pessoas a saírem às ruas para lutar contra os "ratos" que trouxeram desgraça para o país. Dessa vez, ele pede aos líbios que tragam mulheres e crianças para "purificar Trípoli".

Gaddafi também pediu a todas tribos líbias que lutem contra a "intervenção estrangeira".

A veiculação do áudio chega no momento em que rebeldes cercam um prédio próximo ao antigo complexo militar de Muammar Gaddafi e dizem acreditar que o ditador esteja escondido em um dos apartamentos com seus filhos. As informações são das emissoras de TV CNN e Al Jazeera e da agência Reuters.

Sergey Ponomarev/Associated Press

Rebelde ergue bandeira da causa rebelde dentro do complexo onde fica a residência de Muammar Gaddafi

Os rebeldes líbios tentam nesta quinta-feira assumir o controle dos últimos bolsões de resistência em Trípoli e se aproximar de Sirte, a cidade natal e reduto do ditador Muammar Gaddafi.

As forças opositoras ao regime entraram em confronto hoje com soldados leais a Gaddafi quando tentavam aumentar a pressão sobre o último importante bastião das forças dele ao longo da costa do Mediterrâneo, disse um porta-voz dos insurgentes. Os rebeldes se aproximam de Sirte e esperam negociar a rendição dos que apoiam o ditador.

As forças de Gaddafi se retiraram nesta semana das cidades petrolíferas de Brega e Ras Lanuf, no leste, seguindo em direção a Sirte. Ontem, os combates prosseguiram em Bab al-Aziziya, nos arredores do complexo residencial do ditador, e no bairro vizinho de Abu Slim, reduto das tropas leais ao regime.

Os rebeldes pareciam controlar o centro da capital, incluindo a praça dos Mártires, antiga praça Verde, símbolo do regime. Durante o dia, as ruas permaneceram quase desertas em consequência da presença de franco-atiradores.

Louafi Larbi/Reuters

Gaddafi passeia de carro no complexo Bab Al Azizia em abril; rebeldes cercam prédio onde ele estaria

BUSCA POR GADDAFI

Segundo revista francesa "Paris Match", os rebeldes líbios estiveram perto de capturar Gaddafi ontem.

Segundo o veículo, o ditador se escondia em uma casa em Trípoli, que foi invadida por um grupo de rebeldes. Gaddafi conseguiu escapar, mas acredita-se que ele continue na capital do país. Também há suspeitas de que o ditador tenha fugido para Sirte.

Apesar de Gaddafi e um de seus filhos terem afirmado que o ditador continua na capital, ainda não se sabe seu paradeiro. As forças da Otan, a aliança militar do Ocidente, colaboram com os rebeldes nas buscas do ditador, segundo informou o ministro da Defesa do Reino Unido, Liam Fox. O CNT ofereceu recompensa de US$ 1,6 milhão por Gaddafi, "vivo ou morto".

Em declarações à emissora Sky News, o ministro britânico confirmou que a Otan "está fornecendo recursos de inteligência e de reconhecimento ao Conselho Nacional de Transição líbio (CNT, órgão político dos rebeldes líbios) para ajudá-los a encontrar Gaddafi".

"(A Otan) esteve ontem à noite mais ativa do que esteve nos últimos dias, e o Reino Unido estava entre os países que participaram das operações contra os vestígios do regime (de Gaddafi)", declarou o ministro.