HiperNotícias - Você bem informado

Terça-feira, 14 de Junho de 2011, 20h:09

TRE aceita inclusão de novas provas e processo contra Silval prossegue

Coligação de Mauro Mendes acusa governador de usar máquina do Estado para se eleger em 2010

HÉRICA TEIXEIRA

 

Mayke Toscano/Hipernotícias
Presidente do TRE pediu vistas na semana passada e agora decidiu pela inclusão de novas provas

 O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MT) aceitou inclusão de novas provas no processo que investiga o suposto uso da máquina do Estado na campanha do governador Silval Barbosa (PMDB), reeleito em 3 de outubro de 2010. A decisão do Pleno do TRE ocorreu por volta das 19h30 desta terça-feira (14).

O pedido de inclusão de novas provas foi feito em maio pelo Ministério Público Eleitoral, representado pelo procurador da República Tiago Lemos.

O TRE julgou na semana passada a inclusão de provas, mas o resultado foi empate. Mas o presidente do TRE, Rui Ramos, pediu vistas no processo e a sessão foi adiada.

No caso de empate é o presidente do órgão quem dá o voto de Minerva.

O presidente do TRE votou a favor da inclusão das novas provas, que são as comprovações de que servidores da Empaer (Empresa Mato-grossense de Extensão Rural) estariam sendo liberados mais cedo para fazer parte da campanha de Silval Barbosa.

A ação contra Silval foi proposta pela coligação do então candidato Mauro Mendes (PSB), que foi derrotado pelo peemedebista em outubro de 2010.

Agora o processo vai tramitar sob tensão no TRE, já que se houver comprovação nas denúncias, o governador poderá ter o diploma cassado e, assim, uma nova eleição poderá marcada para governador e vice-governador em Mato Grosso. 

A próxima fase é inclusão destas novas provas no processo. A defesa do governador Silval Barbosa deve recorrer para barrar o procedimento acatado pelo Pleno do TRE. Com isso, o processo volta praticamente à fase original, com oitivas de outras testemunhas. Depois, o TRE abre nvos prazos para defesa.