Terça-feira, 21 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

Esportes Sexta-feira, 24 de Junho de 2016, 10:13 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sexta-feira, 24 de Junho de 2016, 10h:13 - A | A

Mestre de jiu-jitsu foi primeiro condutor do fogo olímpico em Cuiabá

REDAÇÃO

Com mais de 40 anos de vida dedicado a transformar jovens pelo esporte, Francisco José Pessoa Fernandes, conhecido pela alcunha de “Chicão”, o único faixa coral de jiu-jitsu do estado de Mato Grosso, o maior nível de graduação dessa modalidade, foi o primeiro condutor da Tocha Olímpica acesa na cerimônia de revezamento em Cuiabá. Um marco para as artes marciais, que ainda tiveram como último condutor o judoca David Moura, que acendeu a Pira Olímpica.

 

No Brasil, o revezamento da Tocha Olímpica ocorre durante 95 dias. Começou no dia 3 de maio em Brasília e terminará em 4 de agosto no Rio de Janeiro. Passa por 26 capitais mais Distrito Federal e soma-se 12 mil pessoas se revezando na condução do fogo olímpico. E, em Cuiabá, o percurso do revezamento teve cerca de 23 km, com cada condutor a empunhar o símbolo por 200 metros. E, o Chicão, foi escolhido pelo comitê olímpico como primeiro condutor.

Junior Martins

Chicao

 

“Ter sido selecionado como condutor e, principalmente, como primeiro condutor em solo cuiabano tem uma simbologia muito forte. Isso coroa o trabalho de quatro décadas na formação de atletas e resgate de jovens pelo esporte. É uma honra incomensurável que ficará na memória da modalidade em Mato Grosso. Fiquei emocionado e revigorado. Nossos atletas até pediram para leva-la nas academias, pois cada condutor pode ficar com a sua tocha”, conta Chicão.

 

Francisco José Fernandes, além do mais graduado de MT na modalidade, também é o atual presidente da Federação Mato-grossense de Jiu-jitsu e Lutas Associadas (FMTJJLA), o que torna ainda mais simbólico e marca a presença desse esporte na passagem do fogo olímpico por Cuiabá. E, como a tocha conduzida por Chicão ficou com ele, levará ela para visitar as academias de jiu-jitsu da cidade, para os atletas poderem ver um dos maiores símbolos das Olimpíadas.

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros