Sábado, 05 de Outubro de 2019, 17h:45

Tamanho do texto A - A+

Orquestra da UFMT colore de rosa Parque das Águas neste domingo

Por: REDAÇÃO

Não é uma previsão meteorológica, mas a noite deste domingo (6) ganhará tons de rosa em Cuiabá, especificamente no Parque das Águas. Pelo décimo ano consecutivo, a Orquestra Sinfônica da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) abre o mês do ‘Outubro Rosa’, que promove campanhas de conscientização e alertas sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. O evento, que tem início às 19h, é gratuito e aberto a todo o público.

Prestes a executar a décima apresentação consecutiva no evento, o maestro Fabricio Carvalho, considera que participar desta ação é estimulante. “Na primeira apresentação, realizada em 2009 a convite do MTmamma, eu era pró-reitor [de Cultura, Extensão e Vivência] e trabalhávamos com a ideia de expandir a área de extensão da UFMT. Linkar uma motivação artística com saúde me chamou a atenção e foi no primeiro ano e desde então estamos juntos”, explica Fabricio Carvalho. “Da primeira vez que fomos convidados, as campanhas temáticas de cores mês a mês ainda era novidade e o ‘Outubro Rosa’ inaugurava essa expectativa, mas chamou a atenção principalmente a questão da motivação e do mote da campanha. Dificilmente a gente fazia alguma coisa ligada à área da saúde, em que pese saber que música é, antes de tudo, saúde mental. Mas a gente nunca tinha alinhado com uma ação concreta de estimulo a saúde, no caso prevenção e combate ao câncer de mama”, completa.

Nélio Oliveira

Orquestra Sinfônica de MT

O espetáculo

Segundo Fabricio Carvalho, a apresentação contará com mulheres nos postos principais da Orquestra. Além de Lindi Mariani como spalla, Vivian Pereira será a chefe de naipe dos segundos violinos; Helen Carvalho, chefe de naipe dos violoncelos; Ana Maria Chioquete, chefe do naipe de contrabaixos; e Pamela Albuquerque, chefe de naipe das violas. “Pela primeira vez teremos mulheres comandando a Orquestra. É uma homenagem a esse momento importante da cultura do combate e da prevenção ao câncer de mama”, destaca.

Além delas, o espetáculo contará com outras participações especiais. Uma delas é Fernanda Souza. “Ela é uma jovem cantora com uma voz muito específica, grave, uma contralto com um timbre mais grave das vozes femininas, mas é uma menina de 22 anos. Ela é um jovem talento que já vai debutar a frente da Orquestra em uma grande homenagem a nova geração de cantoras de Mato Grosso”, define o maestro.

Além dela, fazem participações especiais Yllen Almeida e Pescuma. “O  Yllen já é tradicional da casa, é o nosso spalla e já consagrado. No espetáculo ele vai fazer , vai fazer ‘Czardas’, uma obra do Vitorio Monti para violino e orquestra que permitirá  e mostra todo o virtuosismo dele”, argumenta o maestro. “Já o Pescuma, um dos principais nomes da cultura mato-grossense, é um grande parceiro de outras apresentações, incluindo alguns ‘Outubros Rosa’ e vai ser muito bom estar com ele de volta. Neste espetáculo, ele vai apresentar ‘Romaria’, de Renato Teixeira, que é uma oração. Aliás, temos duas orações musicadas no concerto. Além de Romaria, também tocaremos ‘Santuário de Coração’, de Albert Ketèlbey”, complementa. 

Quanto ao repertório, o maestro diz que o espetáculo foi pensado com obras mais eruditas, com algumas canções da música popular. “Um concerto como esse tem a obrigação e a funcionalidade de estimular um lado um pouco mais sensorial das pessoas. Por isso faremos um repertório que propõe a reflexão. Tocaremos para todo o público e com certeza lá estarão mulheres que passaram ou estão passando por um momento de profundo cuidado. A ideia é de um repertório que proporcione paz, tranquilidade, agradecimento, gratidão à vida e a possibilidade, e no caso das mulheres que estão enfrentando essa doença, de estar se curando” finaliza.


Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei