Cidades Segunda-feira, 22 de Agosto de 2011, 10:31 - A | A

Segunda-feira, 22 de Agosto de 2011, 10h:31 - A | A

MAIS UMA

Servidores da Sanecap deflagram greve por tempo indeterminado

Assembleia geral aconteceu na manhã desta segunda-feira, na sede da Sanecap, no bairro Carumbé

HÉRICA TEIXEIRA
herica@hipernoticias.com.br

Mayke Toscano/Hipernotícias

Servidores da Sanecap entram em greve por tempo indeterminado e exigem mais melhorias no sistema

Em assembleia geral, o Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Saneamento Ambiental (Sintaesa) decidiu que a partir desta segunda-feira (22), servidores da Companhia de Saneamento da Capital (Sanecap) estarão em greve por tempo indeterminado.

O presidente do sindicato, Ideueno Fernades de Souza, disse que a greve foi deflagrada porque as reivindicações da categoria não foram atendidas e os problemas estruturais e falta de condições de trabalho para os servidores continuam.

“A categoria decidiu pela greve em função de não haver mudanças. A empresa continua sendo sucateada”, declarou.

Na quarta-feira passada (17), servidores em assembleia, decidiram fazer greve por 72 horas para pedir melhoras no trabalho e mudança na gestão, mas pedidos não foram atendidos.

Ideueno explica que a população não vai ser prejudicada, e por isso os serviços essenciais se manterão. “Os serviços que deixarão de serem feitos são corte de água, atendimento ao público e alguns internos”, enumerou.

O presidente explicou ainda que quanto a suspensão da leitura de consumo ainda será analisada se vão continuar, já que a Sanecap se mantém pelas arrecadações. “Ainda estamos estudando manter a leitura, já que a Sanecap não tem dinheiro em caixa e precisa das arrecadações”, declarou.

Ideueno explicou que 50% dos funcionários estarão trabalhando, pois não é possível garantir os serviços se menos pessoas estiverem em suas funções. “O mínimo será 50% dos servidores nas atividades. Ainda iremos analisar efetivo por área”, garantiu.

O presidente do sindicato dos servidores não soube precisar quantos funcionários irão fazer a greve. “Os números estão sendo levantados”, pontuou.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros