Sexta-feira, 12 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,92
libra R$ 5,92

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,92
libra R$ 5,92

Cidades Segunda-feira, 24 de Junho de 2024, 15:55 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 24 de Junho de 2024, 15h:55 - A | A

CENTENÁRIAS DE CHAPADA

Readequação de projeto permite preservação de árvores na instalação da Feira do Produtor

Esquema inicial previa o corte de espécies centenárias da cidade, o que gerou mobilização da comunidade local

DA REDAÇÃO

Reunião entre o vice-governador de Mato Grosso, Otaviano Pivetta, o prefeito de Chapada dos Guimarães (62 km de Cuiabá), Osmar Froner, e representantes da Feira do Protudor da cidade levou ao plano de readequação do projeto para construção de um novo pavilhão que abrigue os comerciantes. Isso porque o projeto inicial previa o corte de árvores centenárias da cidade, o que gerou mobilização da comunidade local contra a medida.

Também participaram da reunião representantes do Ministério Público Estadual, o tenente-coronel Lupércio Cabral e, também, secretários municipal e estadual da Agricultura Familiar. Em entrevista ao site 'Alô Chapada', o prefeito Osmar Froner comemorou a decisão.

“Então, teve uma determinação, motivada pelo movimento ambientalista, que acionou o Ministério Público, que notificou a SEAF e solicitou a vistoria da equipe técnica do Tribunal de Contas, Ministério Público, que condenou algumas árvores, mas preservou outras. Então, o vice-governador definiu que vai fazer um deslocamento da construção e vai preservar as árvores e, às vezes, fazer uma poda, mas o cedro e outras árvores mais antigas serão preservadas. É isso que a gente defendia e foi boa a decisão”, comemorou Froner.

ENTENDA

Conforme o Alô Chapada, duas árvores centenárias de Chapada dos Guimarães seriam derrubadas para ampliação da Feira do Produtor, nas proximidades da rodoviária do município. Uma das árvores é um pé de cedro. A decisão polêmica tem causado revolta a alguns populares, que não concordam com a ação.

Com um investimento de R$ 4,3 milhões, a obra tem previsão para durar 12 meses. A ordem para a readequação e ampliação da Feira do Produtor foi assinada no dia 25 de maio pelo então governador em exercício Otaviano Pivetta e conta com o apoio da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf).

Ao todo, o espaço da avenida Rio da Casca, o loteamento que será destinado à praça conta com 16 árvores, sendo três mangueiras, um cedro, um flamboyant, cinco sibipirunas, quatro paineiras, uma embaúba e uma leucena. Todas elas de grande porte e algumas alcançando mais de 10 metros de altura.

A Prefeitura de Chapada dos Guimarães disse ainda que está promovendo o plantio de árvores na cidade. A ideia é que 100 mudas de árvores sejam plantadas.

(Com Alô Chapada)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros