Cidades Sábado, 03 de Setembro de 2011, 12:15 - A | A

Sábado, 03 de Setembro de 2011, 12h:15 - A | A

BOM SENSO

Policiais civis recuam e decidem manter 30% do efetivo

Assembleia geral realizada neste sábado decide manter efeito mínimo

HÉRICA TEIXEIRA
herica@hipernoticias.com.br

O presidente do Sindicato dos Agentes da Polícia Civil (Siagespoc), Cledison Gonçalves da Silva, informou que 30% do efetivo de escrivães e investigadores vão retornar ao trabalho. A decisão aconteceu após reunião em assembleia, na manhã deste sábado (3).

A assembleia aconteceu às 11 horas, no Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc Planalto). Cledison enfatizou que mesmo com 30% dos profissionais trabalhando, os outros 70% estarão mobilizados para conseguir os aumentos nos salários.

“Os 30% estarão trabalhando, mas a categoria vai continuar lutando pelo aumento nos salários. A greve vai continuar”, avaliou.

O presidente do sindicato criticou ainda as ameaças do governador Silval Barbosa (PMDB) em querer “obrigar” a categoria voltar ao trabalho.

“Não vamos voltar por causa das ameaças do governador. Estamos pensando na população, que está pagando muito caro. O governador não fez pedido nenhum a nós, só faz ameaças”, salientou.

PARALISAÇÃO

Escrivães e investigadores estão em greve há 66 dias, mas estavam mantendo em funcionamento parcial nas delegacias no Estado. Na quinta-feira (1) decidiram paralisar em 100% todas as atividades, desde atendimento de ocorrências simples até as mais graves, como registro de homicídios.

O posicionamento de voltar ao trabalho partiu dos presidentes de Sindicatos dos Escrivães, Genima Evangelista, e dos Investigadores, Cledison Gonçalves da Silva.

DECISÃO

Na sexta-feira, o governador Silval Barbosa decidiu, depois de reunião com secretários e representantes do Juciciário e Legislativo, endurecer o relacionamento com os grevistas, determinando o corte de 100% dos salários, retirada de propostas de reajuste salarial, colocação de tropa da PM nas delegacias, entre outras medidas.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros