Cidades Sexta-feira, 23 de Setembro de 2011, 10:26 - A | A

Sexta-feira, 23 de Setembro de 2011, 10h:26 - A | A

VIOLÊNCIA

Estudante africano morreu por rompimento da traqueia; três já estão presos

Aluno de Ciências Econômicas da UFMT, de origem africana e que estudava por meio de intercâmbio, morreu na noite de quinta-feira por causa de golpes e chutes desferidos por dois soldados da PM e um empresário

DA REDAÇÃO

Dois policiais militares e um empresário serão indiciados por crime de homicídio contra o estudante africano Toni Bernardo da Silva, 27 anos, de Guiné-Bissau, que frequentava o curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). O assassinato ocorreu por volta das 23h de quinta-feira (22), na choperia Rola Papo, perto da UFMT.

Laudo preliminar do Instituto de Medicina Legal (IML), segundo a Polícia Civil, aponta para rompimento da traqueia, provocado por um forte golpe desferido por pessoa que pratica artes marciais.

Estão envolvidos os PMs Higor Marcel Mendes Montenegro, Wesley Fagundes, ambos com 24 anos, e o empresário Sérgio Marcelo da Silva Costa, 27 anos. Wesley é da turma recém-formada do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças e está na ativa há menos de um mês.

As assessoria da Polícia Judiciária Civil alegou que Marcelo da Silva é empresário, e não policial civil como noticiado anteriormente. Porém, a informação de que Marcelo seria investigador partiu do delegado Antônio Esperândio. A assessoria alega que o mal entendido foi em consequência da estafa dos policiais civis envolvidos no caso.  

As namoradas dos policiais militares, que foram as primeiras a prestar depoimento, disseram ao delegado que eram aproximadamente 23h00 quando o estudante se aproximou da namorada do empresário (e não policial civil) e deu uma espécie de “gravata” na moça.

O investigador reagiu e imobilizou o estudante africano. Nisso, os PMs foram ajudar Sérgio e agarraram Toni, que desmaiou. Na sequência, foi atingido por vários chutes e acabou morrendo no local.

Uma equipe da PM, que havia sido chamada pelos próprios agressores, chegou ao local. Ao verem a situação, os militares deram voz de prisão para colegas de farda e o empresário.

Os três foram levados para a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde até às 10h30, hora de fechamento desta matéria, prestavam depoimento.

FICHA

Segundo a Polícia Civil, o estudante tinha quatro passagens: duas por ameaça e outras por tentativa de roubo e dano ao patrimônio particular.

Atualizada às 12h05

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Paulo 26/09/2011

Concordo, péssima matéria, digamos tendenciosa... Vejamos: ele tinha passagem pela policia; deu uma gravata na moça? quem viu? a piz..inteira? ele morreu por rompimento da traqueia...ai que bom né??? nao foi de tanto apanhar??? o coitadinho de 1,50 m resolveu encarar o cara, ao inves de acionar 190? 190 nao serve mais para nada...ele é a justiça? os dois policiais são novinhos na pm, coitadinhos, nem sabiam o que estavam fazendo.... o Africano, era Negro??? isso é relevante, pois o que tem demais, se fosse um loiro de olhos azuis, creio que a historia seria outra.... Vamos matar meu povo, matar é facil, esse coitadinho, de 1,50m vai sair logo da cadeia, reu primario talvez, legitima defesa?? kkkk os dois policiais podem até ser exonerados. mas logo estaram ai na city como os dois patetas justiceiros, matando a rodo.... E a SOCIEDADE ACEITA TUDO ISSO COMO UMA COISA CORRIQUEIRA.... O NEGRO AFRICANO era negro e africano e além de tudo POBRE, só faltou ser PUTA, ai e sim o PÃO E CIRCO estava completo. NUM PAÍS DE GRANDE HIPOCRISIA, onde impera a famosa cultura do pão e circo, pobre, preto não tem vez, da qui a pouco ninguem lembra, assim como o POBRE QUE FOI JOGADO NO LIXO NO SHOPPING GOIABEIRAS, e o POVO AINDA FREQUENTA UM SHOPPING QUE NÃO TEM SEGURANÇA...nem escolhe os IRRACIONAIS QUE ESTÃO para dar segurança, FOI UM "POBRE" QUE MORREU..... HIPOCRISIA...ESSA É A GRANDE SACADA N.R: Leia com atenção, Paulo. A matéria informa a causa mortis. O rompimento da traqueia se deveu muito provavelmente pelos goles que o Toni recebeu. Mas, isso só teremos certeza com o laudo da necropsia. Obrigado por sua manifestação.

Manoel Jandir 24/09/2011

Quem sab ele se matou, né Kleber...

Cuiabano 23/09/2011

Péssima matéria !!!

3 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros