Sexta-Feira, 08 de Novembro de 2019, 17h:57

Tamanho do texto A - A+

Em 2019, mais de mil homens terão descoberto câncer de próstata em MT

Por: KHAYO RIBEIRO

A campanha “Novembro Azul”, anualmente, movimenta o país em torno da prevenção ao câncer de próstata. Ao HNT/HiperNotícias, o médico oncologista (especialista em câncer), Wilson Garcia, apontou que mais de mil homens terão descoberto a doença até o final de 2019 em Mato Grosso.

Reprodução

câncer de próstata

 

À reportagem, o médico, que trabalha há mais de 15 anos no Hospital Estadual Santa Casa – antiga Santa Casa de Misericórdia -, afirmou que o tabu em torno da consulta por meio do exame de toque retal ainda é um dos principais impedimentos para que homens de todo o país descubram a doença em período inicial.

Em entrevista exclusiva, ele respondeu uma série de dúvidas frequentes em torno do câncer de próstata. Confira o material na íntegra abaixo.

HNT/HiperNotícias – Quais são os principais dados em torno do câncer de próstata no Brasil, no que diz respeito a número de homens com a doença e taxa de mortalidade?

Médico Wilson Garcia - Até o fim do ano, mais de mil homens terão descoberto câncer de próstata em Mato Grosso. Algo em torno de 1.100. No Brasil, o número deverá ser de 68.200. Este ano, morreram um pouco mais de 14 mil homens no Brasil por conta desse tipo de câncer. Esses dados são do Instituto Nacional do Câncer (Inca), que regula toda a política de prevenção, estatística, tratamento e liberação de protocolos. São eles que organizam toda a rede SUS do Brasil inteiro.

HNT/HiperNotícias – Caso seja diagnosticado com a doença, o homem acometido corre o risco de desenvolver disfunção erétil?

Médico Wilson Garcia - O câncer de próstata está relacionado ao hormônio masculino. Então, quanto mais tempo ele fica exposto aos hormônios, maior é o risco. O risco de disfunção erétil é quase zero, a não ser quando se faz cirurgia e se tem lesão neurológica. A próstata não está ligada à virilidade, ela produz nutrientes que ajudam o espermatozoide a sair do testículo de forma mais irrigada. Quando se faz cirurgia da próstata, há alguns nervinhos ao redor e daí pode se ter algum tipo de lesão nesse sentido, mas isso é 3% ou 5% dos pacientes.

HNT/HiperNotícias –  Quais as estatísticas de cura do homem com câncer de próstata?

Médico Wilson Garcia - Quando se tem o câncer na fase inicial, o paciente tem entre 90% e 95% de chances de cura. As fases são medidas pelo tamanho do tumor, temos o T1, T2, T3 e T4. Quando o diagnóstico é no início e o câncer é curado, ele nunca mais volta. Já na fase avançada, há menos de 10% de chances de cura com 70% de chances de reincidência. Contudo, 90% dos homens da fase quatro (T4) podem estar mortos em cinco anos ou com doença ativa. Às vezes, nessa fase, o câncer nem é curado, ele só é combatido em partes. A principal complicação é a pessoa perder a capacidade de segurar o xixi, algo em torno de 5% dos pacientes.

HNT/HiperNotícias –  Por que os homens devem procurar os consultórios médicos para verificar a saúde da próstata na prevenção deste tipo de câncer a partir dos 50 anos?

Médico Wilson Garcia - O câncer de próstata não é explosivo, violento. Ele é um câncer indolente, que cresce devagarinho. Para ele adquirir um centímetro de tamanho, ele leva uns 15 anos. Então, se é para ser com 65 anos, você volta 15 anos e dá 50, por isso que o exame é recomendado a partir desta idade.

Reprodução

médico Wilson Garcia

 Médico oncologista Wilson Garcia

HNT/HiperNotícias –  O exame de toque retal é o único procedimento para descoberta do câncer de próstata?

Médico Wilson Garcia – Além do toque retal, também tem o exame do PSA. O PSA é uma proteína produzida pelo corpo, mas que é feita em maior quantidade quando se tem câncer de próstata. Quando se tem câncer desse tipo, aumenta-se o nível de PSA. Daí você vai e faz o exame e a PSA que antes daria 4 aí dá 10. O diagnóstico de certeza é por meio da biopsia, que só é feita quando se tem anomalias no PSA ou no toque retal. Quando você acha alguma coisa alterada, o recomendado é fazer a biópsia. Os dois têm que andar juntos, nem só um nem só o outro. Se ele fizer só o PSA, vai perder a oportunidade de fazer o outro que também a base do diagnóstico de câncer de próstata. Às vezes, os tumores só têm o nódulo e não aumentou ainda a taxa de PSA, e esses só são diagnosticados pelo toque retal. Eles encontram os dois procedimentos na rede pública

HNT/HiperNotícias –  Quais são os tratamentos para o câncer de próstata?

Médico Wilson Garcia – O câncer de próstata se alimenta da testosterona, que é produzida pelos testículos. Então, existe a hormonioterapia para bloquear a produção da testosterona no homem. Daí vai diminuir a libido e o homem vai ficar sem tesão e também vem a disfunção erétil como consequência. Além disso, a terapia pode ser cirúrgica ou pode ser por radioterapia. Para a hormonioterapia, o tratamento demora no mínimo por cinco anos e a disfunção erétil é ser uma realidade.

HNT/HiperNotícias –  O exame do toque retal ainda é um tabu para os homens procurarem o serviço médico?

Médico Wilson Garcia – O tabu se dá porque o câncer de próstata, muitas vezes, é descoberto pelo toque retal. Tem também o PSA, mas eles têm medo é do toque retal. O homem brasileiro ele é machão, é masculino, é fortão, daí acham que o toque retal está associado à homossexualidade, aos gays. Então, eles acham que afetam a virilidade masculina, mas de forma alguma. Mulheres fazem exame de toque também para os órgãos femininos e isso deve ser visto como rotina. Isso é uma realidade nacional, um preconceito. A gente costuma dizer que homem que é macho mesmo, poderoso, ele aceita o toque retal.

HNT/HiperNotícias –  Há algum tipo de correlação entre a prática de sexo anal e o aumento de chances de câncer de próstata nos homens?

Médico Wilson Garcia – Não existe nenhum tipo de predisposição, o que acontece é que toda a vez que há sexo anal acontece uma massagem prostática, porque toca a próstata. Isso pode aumentar o índice de PSA, assim como quem anda de bicicleta ou a cavalo. Esse público deve esperar no mínimo três dias para fazer o PSA, porque se não pode dar um falso negativo. O melhor é esperar três dias para colher um exame de sangue e não dar uma falsa resposta.

HNT/HiperNotícias –  Os serviços de consulta e tratamento para o câncer de próstata são oferecidos pelo SUS?

Médico Wilson Garcia – O tratamento no SUS é feito pelo serviço de oncologia. O tratamento cirúrgico tem alto potencial curativo. Outra opção é o tratamento por radioterapia, que também é muito boa. Existe, também, a possibilidade de fazer hormonioterapia, que bloqueará a produção de hormônios masculinos, barrando o avanço do câncer.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto