Brasil Terça-feira, 31 de Maio de 2011, 12:13 - A | A

Terça-feira, 31 de Maio de 2011, 12h:13 - A | A

EM SÃO PAULO

Polícia prende suspeitos de assaltos e explosões de caixas eletrônicos

Recentemente dois PMs foram presos em flagrantes acusados de tentar arrombar equipamento no BB

PORTAL G1

A Polícia Civil realizou na manhã desta terça-feira (31) uma operação que cumpriu seis mandados de prisão e outros 13 de busca e apreensão na capital paulista e na

Juliana Cardilli/G1
Grande São Paulo para desarticular uma quadrilha de roubo a caixas eletrônicos.

No total, seis pessoas foram detidas, incluindo quatro policiais militares, um ex-PM e o chefe do grupo, segundo informações do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic).

A operação foi comandada pela Delegacia de Repressão a Roubo a Bancos, do Deic. Nos últimos 30 dias, 22 suspeitos – incluindo os seis detidos desta terça-feira – foram presos por suspeita de roubo e furto de caixas eletrônicos. Todo eles pertencem, segundo o Deic, a uma mesma quadrilha. O departamento investiga ainda a atuação de outros três grupos no estado.

Segundo o Deic, entre os detidos desta terça-feira estão suspeitos de participarem da tentativa de roubo a um caixa eletrônico instalado dentro de um clube na região da Avenida Ibirapuera, na Zona Sul, em abril. Outros suspeitos estariam envolvidos na tentativa de roubo de um caixa eletrônico que terminou com a morte de um PM, também em abril.

A assessoria de imprensa da PM informou que também realiza uma investigação e que 26 policiais são suspeitos de participar de roubos e furtos de caixas eletrônicos em São Paulo. Esse número inclui os dois PMs presos nesta terça e os outros três detidos no sábado.

CASOS RECENTES

No sábado (28), dois policiais militares foram presos dentro de uma agência bancária no Jabaquara, na Zona Sul de São Paulo, suspeito de tentativa de roubo a caixa eletrônico. Eles foram alertados por um colega sobre a chegada do Grupo de Operações Especiais (GOE).

O SMS, que dizia "sai fora que sujou", levou a Polícia Civil ao terceiro envolvido, que, fardado, ajudava os soldados do lado de fora da agência.

Com os suspeitosos policiais do GOE encontraram pé-de-cabra, furadeira, broca, máscaras e disco de corte de metal, além de uma pistola. Um tubo de PVC com um material que aparentava ser explosivo foi detonado. O advogado dos policiais negou o crime e disse que eles foram ao banco por terem visto uma movimentação estranha.

Entre a noite desta segunda-feira (30) e a madrugada desta terça-feira, caixas eletrônicos foram alvos de criminosos em quatro pontos da Grande São Paul. Em Osasco, na região metropolitana, a explosão de um caixa eletrônico que funcionava dentro de um mercado provocou um incêndio. Os ladrões fugiram levando dinheiro. Os bombeiros foram chamados e controlaram as chamas, mas parte do mercado já havia sido atingida. Ninguém foi preso.

Na Freguesia do Ó, na Zona Norte da capital, o caixa eletrônico atacado ficava em uma loja de conveniência instalada em um posto de combustíveis na Avenida Fuad Luftalla. Moradores da região ouviram o barulho da explosão e chamaram a polícia. Os criminosos conseguiram fugir antes que os policiais chegassem.

Em Pinheiros, na Zona Oeste, uma quadrilha invadiu uma editora na Rua Henrique Schaumann, rendeu funcionários e arrombou três caixas eletrônicos. Os bandidos fugiram com o dinheiro. A polícia e peritos foram acionados.

Em São Bernardo do Campo, no ABC, criminosos tentaram arrombar o caixa eletrônico de uma agência bancária com um maçarico, mas não conseguiram e fugiram sem levar nada.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros