Brasil Quinta-feira, 25 de Agosto de 2011, 10:46 - A | A

Quinta-feira, 25 de Agosto de 2011, 10h:46 - A | A

INVESTIGAÇÕES

PF prende cinco suspeitos de fraudar financiamentos da Caixa

Entre os investigados está um agente da polícia civil de Minas Gerais

FOLHA DE SP

A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira, em caráter temporário, cinco pessoas investigadas por suposto envolvimento com um esquema que fraudava financiamentos bancários concedidos pela Caixa Econômica Federal para a compra de material de construção.

Além dos cinco mandados de prisão temporária cumpridos em Governador Valadares (MG) e em Vila Velha (ES), também foram executados 11 mandados de busca e apreensão: oito na cidade mineira, dois no município capixaba e um em Timóteo (MG).

De acordo com as investigações preliminares, iniciadas em março de 2010, vários financiamentos foram concedidos a pessoas que forneceram documentos falsificados fornecidos pela quadrilha investigada. Outros bancos além da Caixa foram vítimas do golpe, mas a PF ainda não divulgou quais são.

As fraudes à linha de financiamento da Caixa para aquisição de material de construção destinados à reforma ou ampliação (Construcard) causaram, segundo a PF, um prejuízo de mais de R$ 250 mil ao banco estatal.

Entre os investigados está um agente da polícia civil de Minas Gerais. Lotado na delegacia de Ipatinga e morador de Governador Valadares, ele é suspeito de cadastrar nomes fictícios no Sistema de Informações da Polícia Civil. Essas identidades, posteriormente, eram usadas por outros integrantes da quadrilha para obter os financiamentos fraudulentos.

Os envolvidos serão indiciados por estelionato, formação de quadrilha, falsidade ideológica, inserção de dados falsos em sistema de informações, violação de sigilo funcional, além de obtenção de financiamento em instituição financeira mediante fraude, aplicação de recurso de financiamento em finalidade diversa da prevista em lei ou contrato. As penas podem variar de um ano a 12 anos de prisão.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros