Brasil Segunda-feira, 01 de Agosto de 2011, 09:12 - A | A

Segunda-feira, 01 de Agosto de 2011, 09h:12 - A | A

INVESTIGAÇÃO

Líderes da oposição no Senado articulam criação da CPI da Corrupção

O objetivo é estender o escopo da investigação, que não se limitaria apenas ao setor de Transportes, mas também atingiria os ministérios da Agricultura e das Cidades

FOLHA UOL

Líderes da oposição já falam em pedir uma CPI da Corrupção do governo Dilma Rousseff.

O objetivo é estender o escopo da investigação, que não se limitaria apenas ao setor de Transportes, mas também atingiria os ministérios da Agricultura e das Cidades.

Ao longo dessa semana, o líder do PSDB, Alvaro Dias (PR), tentará buscar o apoio de mais quatro senadores para dar início ao processo.

"O ideal seria uma CPI da Corrupção, pois ela está generalizada. Se o governo realmente quer uma faxina, não tem porque se opor", afirmou ontem o senador.

Para a instalar uma CPI, é preciso o apoio de 27 senadores. Até agora, a oposição conseguiu o apoio de 23.

O tucano também vai apresentar um requerimento para a convocação do ministro Paulo Passos (Transportes) na Comissão de Infraestrutura do Senado.

O argumento é que na última passagem de Passos pelo cargo, antes de ser efetivado como ministro, o volume de aditivos nos contratos do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) mais que dobrou. A informação foi revelada pela Folha.

O levantamento considera o período entre julho e dezembro de 2010. A comparação é feita com os mesmos meses do ano anterior.

Requerimento no mesmo sentido também será apresentado na Câmara.

A crise no Ministério dos Transportes, até agora, já derrubou 22 pessoas.

Na Comissão de Agricultura, a oposição fará um pedido para a convocação do ministro da Agricultura Wagner Rossi (PMDB-SP).

O objetivo é pedir que ele explique acusações feitas pelo administrador Oscar Jucá Neto, irmão do líder do governo no Senado, Romero Jucá, sobre corrupção na Pasta.

INVESTIGAÇÃO

O PPS, por sua vez, pedirá que o TCU (Tribunal de Contas da União) investigue as suspeitas levantadas.

Em outra frente, a oposição também tentará convocar o ministro das Cidades, Mário Negromonte.

A pasta teria liberado recursos para obras e projetos classificados como irregulares pelo TCU.

"Tem denúncias para todos os gostos", disse o líder do DEM no Senado, Agripino Maia (RN).

Integrantes do PR cobram que Dilma adote uma postura firme e tome as mesmas medidas com os ministérios da Agricultura e das Cidades que tomou com a pasta dos Transportes. O líder do PR, deputado Lincoln Portela (MG), disse que, até agora, isso não aconteceu.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros